NADA MELHOR QUE O LAR!!!

sexta-feira, 30 de março de 2012
"Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim,
eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar" (João 14:2).

De maneira alguma podemos esquecer um momento final de O
Mágico de Oz quando Dorothy declara: "não há lugar algum
como o lar, não há lugar algum como o lar".

A maior parte de nós pensa do mesmo modo. O homem sempre
sentiu um carinho especial por esta habitação chamada lar.
Adão e Eva lamentaram quando tiveram que deixar o Jardim do
Éden -- seu lar. Noé e sua família viram quando as águas
cobriram o seu lar. Moisés só deixou seu lar para seguir a
vontade de Deus para sua vida. O filho pródigo sabia que até
como um criado, em seu lar, estaria melhor do que cuidando
de porcos. Nós nos regozijamos hoje, ao dobrar a esquina
para "o nosso lar". Se ele é um barraco de papelão, em um
beco, ou uma mansão com ar condicionado no calor sufocante,
ficamos contentes em chegar ao nosso lar.

Nosso lar na terra é temporário. Nosso lar no céu será
permanente. Deus nos desafia a viver diariamente nos
preparando para este grande e eterno lar que Ele preparou
para Seus filhos. Ele se manterá intato diante dos elementos
da natureza, puro, limpo, santo, por toda a eternidade!

Você está seguro de que, amanhã, irá desfrutar desse
glorioso lar que o Senhor lhe preparou? Você já está se
regozijando, hoje, com esta maravilhosa bênção?

Que Deus possa me abençoar até que este momento chegue! Que
Ele possa abençoar sua vida da mesma maneira! Que naquele
grande dia em que o Senhor vier buscar Sua igreja, possamos
ouvir com clareza o nosso nome e também o convite: "Entre,
bendito de meu Pai!"

Não há lugar melhor que o nosso lar! Não haverá lugar melhor
que o nosso lar celestial. Eu quero ir para lá... e você?

O HOMEM NÃO CONSEGUIRÁ CRIAR

terça-feira, 27 de março de 2012
"... cremos naquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus
nosso Senhor; O qual por nossos pecados foi entregue, e
ressuscitou para nossa justificação" (Romanos 4:24, 25).

Um filósofo francês falou sobre sua intenção de criar uma
nova religião para que o Cristianismo desaparecesse. Um
cristão, ouvindo suas palavras, calmamente respondeu: "Tudo
que você precisa fazer é viver uma vida perfeita, ser
crucificado, ressuscitar dos mortos ao terceiro dia e voltar
ao mundo para que as pessoas vejam que você continua vivo.
Assim, sua religião terá chance de sucesso."

Nós, cristãos, cremos em um Senhor que veio ao mundo, como
homem. Viveu como um homem, sofreu as mesmas tentações e
angústias de um homem, e manteve-se puro e santo. Por nossa
causa e por nossos pecados, foi levado a uma cruz, foi morto
e ressuscitou, e está vivo para que tenhamos, nEle, vida em
abundância.

Por Ele e para Ele vivemos, por Ele e para Ele testificamos,
por Ele e para Ele somos luz do mundo e sal da terra. Ele
nos resgatou da morte e, em Sua Vida, vivemos com júbilo e
alegria para sempre.

Muitas são as religiões criadas pelo homem, mas, não cremos
em religião e sim no Deus Todo Poderoso e em Sua Palavra,
fiel, verdadeira, transformadora. Cremos que o Senhor Jesus
Cristo é o nosso Salvador e que nos preparou lugar em Suas
moradas, para que junto a Ele possamos viver eternamente.

Bom é crer no Deus de amor, louvar o Seu nome, adorá-lo em
santidade, manter firme a esperança de que somos mais que
vencedores. Nele encontramos a verdadeira paz, a direção
para todos os nossos propósitos, o caminho para a realização
de nossos sonhos, as bênçãos de que tanto necessitamos.

Por mais que o homem tente criar alguma coisa para apagar o
Cristianismo, não conseguirá. A nossa fé não está firmada em
religiões humanas, mas em Cristo, o Senhor dos senhores, o
Deus verdadeiro e eterno.

Em que se baseia a sua fé?
domingo, 25 de março de 2012
quinta-feira, 22 de março de 2012
Uma Vida Muito Feliz
"Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho"(Filipenses 1:21).

Em 1925, Betty Stam disse: "Senhor, eu renuncio a meus
interesses e planos, a todos os meus desejos, esperanças e
ambições, e aceito a Tua vontade para minha vida. Eu me
ofereço, integralmente, para sempre, a Ti. Todas as minhas
amizades, todas as pessoas que eu amo, estarão em segundo
lugar em meu coração. Sela-me com Teu Espírito Santo e
preencha-me com Tua presença, a qualquer preço, agora e para
todo o sempre. Para mim o viver é Cristo. Amém". Nove anos
mais tarde, no dia 8 de dezembro de 1934, Betty e seu
marido, John Stam, calmamente e corajosamente, ofereceram
suas vidas a Cristo ao serem martirizados por comunistas
chineses.

Para Betty, o viver era Cristo, e para nós? Que importância
temos dado a Ele em nossa vida diária? Temos dado a Ele o
primeiro lugar em tudo que fazemos? Temos procurado fazer a
Sua vontade?

Não enfrentamos perseguição religiosa. Temos toda a
liberdade para testificar de nossa fé. Podemos cantar,
podemos orar, podemos ler a Bíblia e até carregá-la em
nossas mãos, podemos dizer aos amigos que Jesus Cristo é o
nosso Senhor. Podemos andar como Ele andou. Podemos falar
como Ele falou. Podemos brilhar como Ele nos estimulou --
"sois a luz do mundo". Podemos proclamar que Ele vive em
nossos corações e que, por isso, somos as mais felizes
criaturas deste mundo.

Queremos, como Betty, mostrar a todos que nosso viver é
Cristo. Queremos sorrir e cantar para Cristo. Queremos pedir
a direção de Cristo para todas as nossas decisões. Queremos
que Ele saiba que "sem Ele, nada podemos fazer".

Qual é o seu viver? Quais os rumos de sua vida? Quais são
seus planos para hoje e para o futuro? Se Cristo faz parte
de tudo isso, saiba que você é e sempre será muito feliz!

GRUPO JOVEM ÁGAPE E GRUPO FEMININO EXERCITO DE CRISTO DA AD-FÁTIMA-JOINVILLE/SC

segunda-feira, 19 de março de 2012
quinta-feira, 15 de março de 2012
Atrair Ou Afugentar?
"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes,
sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso
trabalho não é vão no Senhor"
(1 Coríntios 15:58).

Um ministro, em seu fim de semana de folga, decidiu visitar
uma igreja grande no centro da cidade. Ao passar pelo
ministro local, na entrada, ele perguntou: "Como você
consegue atrair quinhentas pessoas para sua igreja todas as
semanas?" O ministro local respondeu: "É fácil. Eu comecei
com 1.000!"

Infelizmente, muitos cristãos têm mais facilidade de
afugentar pessoas do que atraí-las para o Senhor Jesus. Suas
vidas insignificantes e o desprezo com que lidam com as
coisas de Deus acabam influenciando negativamente a todos
que os conhecem. Que motivos teriam os seus amigos para
abrir o coração para Jesus se o que vêem neles não os motiva
a mudar de vida?

Quando o sorriso de nossos lábios e o brilho de nossas
atitudes são vistos nos lugares onde frequentamos, muitos se
aproximam e procuram saber a razão de nossa felicidade. E
quando lhes transmitimos o amor do Senhor, que é percebido
claramente em nós, querem ter a mesma experiência e não
desejam mais se afastar daquela vida abundante por nós
testificada.

Se falamos de Cristo e não demonstramos mudanças, em vez de
atrairmos pessoas, é certo que as afugentamos. O que vêem em
nós é uma vida vazia e triste, sem o clarão característico
de alguém que caminha na luz do Senhor. Quem iria desejar o
mesmo? Quem iria aceitar a nossa pregação?

Precisamos estar firmes diante do Senhor. Precisamos viver
de tal maneira que as pessoas venham nos procurar mesmo
antes de falarmos qualquer palavra. Precisamos glorificar a
Deus em todos os momentos de nossas vidas. Precisamos ser
bênçãos e não maldição. Precisamos atrair e não afugentar!

Sua vida cristã atrai pessoas ou afugenta-as?
terça-feira, 13 de março de 2012
Esperemos... Preparados
"Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra
até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do
homem"
(Mateus 24:27).

Quem: Jesus Cristo
O que: Segunda Vinda
Onde: Terra
Por que: retornar para Seus filhos
Como: No piscar de um olho
Quando: ???

Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, veio ao mundo para
perdoar nossos pecados e dar-nos a salvação. Ele morreu em
uma cruz, comprou-nos com Seu sangue e, através de Seu
sacrifício, temos a vida eterna.

A Palavra de Deus nos diz que Ele ressuscitou e subiu ao
Céu. Diz-nos também que Ele voltará. Voltará por mim e por
você. Voltará para buscar Seus queridos. Que grande bênção e
que grande regozijo há em nossos corações por saber que Ele
virá nos buscar. Não sabemos quando isso acontecerá, porém,
devemos estar atentos e preparados. Será um dia de grande
júbilo para todos nós!

Durante o tempo em que esteve no mundo, ensinou-nos a viver
de maneira tal que engrandecêssemos o Seu nome. Ensinou-nos
a falar com ele através da oração, ensinou-nos a ter fé e
esperança através de Sua Palavra, ensinou-nos a viver em
amor e em verdade, a confiar nEle em todos os momentos de
tribulação, ensinou-nos a ser felizes mesmo quando as coisas
não vão bem para nós.

Eu não sei o dia em que Ele virá, mas, sei que aguardo esse
dia com muita ansiedade, pois, sei que me chamará de
"bendito do Pai" e me levará para viver com Ele nas moradas
celestes... para sempre.

Jesus virá buscar a todos que o recebem no coração. Não
importa se será amanhã ou se ainda irá demorar. O certo é
que Ele virá. Oh, que glorioso dia será! Eu O estou
esperando... e você?
domingo, 11 de março de 2012
Compromisso Total
"Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo
quanto tem, não pode ser meu discípulo"
(Lucas 14:33).

Certa vez um porco e uma galinha viajaram juntos. Após
muitos quilômetros e muitas horas na estrada, eles ficaram
famintos. Os olhos perspicazes da galinha vislumbraram um
restaurante. Ao se aproximarem da porta, encontraram uma
placa que dizia: "Presunto e ovos, nossa especialidade!"
Espere um instante!" gritou o porco. "Qual é o problema?"
perguntou a galinha. "O problema é muito sério. Tudo que
eles querem de você é uma contribuição. A mim estão pedindo
um compromisso total!"

Estamos nós preparados para um compromisso total com Deus?
Estamos prontos a renunciar a todos os nossos interesses
pessoais e dedicar a vida pela causa de Cristo? Estamos
certos de que ao ouvir a pergunta do Senhor: "Quem há de ir
por mim?" responderemos: "Eis-me aqui?"

A obra do Senhor consiste em uma entrega total. Não basta
uma pequena contribuição de uma hora por semana, ou alguns
minutos ao telefone, ou uma saída rápida para um ato
generoso. É preciso muito mais que isso! Eu devo obedecer 24
horas por dia. Eu devo amar 30 dias por mês. Eu devo
testemunhar das coisas de Deus 365 dias por ano. Ou sou um
cristão em tempo integral ou não passo de um contribuinte
esporádico pela causa celestial.

Muitas vezes vamos à igreja -- quando nada temos de melhor a
fazer. Muitas vezes demonstramos um ato de caridade --
quando nos sobra ou não nos faz falta. Muitas vezes saímos
para uma tarde evangelística -- quando aproveitaremos para
estar junto a uma pessoa de quem gostamos. São atitudes
cristãs? Claro que sim. São atitudes de um verdadeiro servo
de Deus? Claro que não.

Deus nos quer envolvidos em Sua obra. Quer um compromisso
autêntico e sincero. Quer que sejamos luz em todos os
momentos e bênçãos para todos que nos conhecem.

Você contribui, às vezes, para o trabalho do Senhor ou tem
sido um cristão plenamente comprometido?
sexta-feira, 9 de março de 2012
Asteroide 2012 DA14 pode atingir a Terra em 2013
Semana passada, postei aqui notícia sobre o possível impacto de um asteroide contra a Terra em 2040. Mas há previsões de uma catástrofe dessas muito antes, no ano que vem. Cientistas preveem que o asteroide 2012 DA14 tem boa chance de colidir com nosso planeta em onze meses. De acordo com o site RT (citado pelo Digital Journal), a NASA confirmou que o asteroide, descoberto por astrônomos espanhóis no mês passado, tem boa chance de colidir com a Terra. Segundo o Diário da Rússia, o 2012 DA14 é da mesma classe do asteroide que, em 1908, caiu na região do rio Tunguska, na Sibéria, derrubou árvores em uma área total de 2.150 km² e liberou energia mil vezes maior do que a da bomba atômica que explodiu em Hiroxima, em 1945. O 2012 DA14 passará realmente muito próximo à Terra. Em 15 de fevereiro do próximo ano, ele vai passar a 26,9 mil quilômetros do globo terrestre, mais perto do que os satélites geoestacionários, que estão a 35,7 mil quilômetros da superfície da Terra. Astrônomos de vários países estão monitorando o 2012 DA14 e tentam determinar suas dimensões e trajetória exatas.

Segundo o Digital Journal, cientistas sugerem que se enfrente esse asteroide com grandes armas ou com... pintura. O problema com uma ou outra opção é que não há tempo para se construir uma nave para a operação. Uma nave espacial poderia atirar no asteroide ou simplesmente bater nele, na intenção de dividi-lo em pedaços ou de alterar seu curso.

O especialista David Dunham, da NASA, sugeriu: “Poderíamos pintá-lo.” A pintura poderia alterar a capacidade do asteroide de refletir a luz solar, alterar sua rotação e sua temperatura. No entanto, mesmo que se conseguisse alterar o curso do asteroide, ainda haveria o perigo de sermos atingidos por ele em 2056, quando de seu retorno, de acordo com Aleksandr Devaytkin, chefe do observatório em Pulkovo, Rússia.

Dunham disse também que “o asteroide pode se fragmentar ao entrar na atmosfera. Nesse caso, a maioria das partes não alcançaria a superfície do planeta”.

Só para lembrar, em novembro de 2011, o Asteroide 2005 YU55 passou “raspando” pela Terra a uma distância de 325 mil quilômetros, ou seja, mais de dez vezes a distância prevista para a passagem do 2012 DA14. Por isso, alguns cientistas não descartam realmente a possibilidade de colisão com a Terra, já que os 27 mil quilômetros de distância podem estar dentro da margem de erro dos cálculos astronômicos.

No ano passado, um terrível terremoto seguido de tsunami levou destruição ao Japão e fez com que o país ficasse economicamente abalado. A Europa enfrenta há algum tempo sua crise econômica que tende a se alastrar pelo mundo. Agora, imagine se um asteroide desses atinge um grande centro populacional... Que tipo de agravamento da crise econômica isso poderia isso gerar? Quantas mortes ocasionaria um evento como o ocorrido na deserta Tunguska, caso explodisse numa grande cidade? Quem viver poderá ver.[MB]

Uma Folha De Papel Em Branco

"Com a minha voz clamei ao SENHOR, e ouviu-me desde o seu
santo monte" (Salmos 3:4).

um pequeno menino estava subindo em uma árvore, e, de
repente, perdendo o equilíbrio, começou a cair. "Jesus,
AJUDE-me!" ele gritou. Milagrosamente, sua calça jeans ficou
presa em um galho. "pode deixar, Jesus, ele falou, "eu
acabei não precisando de Sua ajuda. Minha calça agarrou-se a
um galho!"

A nossa ilustração inicial conta uma história engraçada de
criança, e quero aproveitá-la para refletir sobre as muitas
vezes que, abençoados por Deus, mostramo-nos indiferentes e
até ingratos, como se nada Ele estivesse fazendo por nós.

Conversando, recentemente, com uma pessoa que já teve grande
experiência com o Senhor, tentei lhe dizer que não devia
ficar murmurando e se queixando de tudo. Ela me disse que
Deus não lhe dava nada. Então me lembrei do exemplo das duas
folhas de papel e lhe disse: "Em uma folha, escreva o que
Deus não lhe deu e na outra, tudo que o Senhor já fez por
você". Fiquei espantado com sua resposta: "A folha do que
Deus fez ficará em branco!". Fiquei muito triste porque sei
que isso não é verdade. Ela sempre foi abençoada por Deus,
assim como toda a sua casa. Mesmo assim, ela prefere ficar
com os olhos espirituais fechados. Só assim poderá continuar
se lamentando como se fosse a mais miserável das criaturas.

Deus sempre nos ouve e está pronto a nos atender quando
clamamos. Precisamos apenas confiar nEle e buscá-lo em
qualquer circunstância. Ele nos ama e tem o melhor para nos
dar.

Muitas vezes procuramos soluções em outros lugares pensando
que deles virão as respostas que buscamos. Perdemos tempo e
a folha de papel de nossas bênçãos fica em branco. Deus
deseja preenchê-la, mas, preferimos viver murmurando!

Você busca socorro no Senhor? Você espera Sua resposta? Você
se lembra de agradecer a Ele?

quarta-feira, 7 de março de 2012
Rejeitando A Falsidade

"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores
adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai
procura a tais que assim o adorem"
(João 4:23).

Durante um intervalo, em uma fábrica de Manhattan, um grupo
pequeno de trabalhadores tentava persuadir um colega da
cozinha a lhes dar uma xícara de café. "De jeito nenhum",
disse o funcionário, " isso não é permitido e eu não gosto
de fazer nada errado. É um princípio religioso". Assim que o
grupo se afastou, o funcionário da cozinha se virou para um
colega do almoxarifado, que estava bem próximo a ele, e
sussurrou: "Eu estou precisando de um par de calças novas.
Que tal roubar uma para mim esta semana?"

O jovem de nossa ilustração tinha um comportamento
aparentemente correto diante de um grande grupo e
completamente diferente quando estava longe dele. Falava uma
coisa e fazia outra. Tinha a aparência de santo mas nada
havia de santidade em sua conduta. Conseguia enganar a
alguns, mas, é claro, não podia enganar a Deus.

O servo fiel precisa ser sincero e verdadeiro. Precisa ter
atitudes corretas tanto diante dos homens como de Deus.
Precisa ser autêntico e não hipócrita. Precisa glorificar ao
Senhor em todas as suas palavras e atitudes. Precisa ser uma
bênção em qualquer situação ou circunstância.

Uma lâmpada não pode estar, ao mesmo tempo, acesa e apagada.
Não pode, ao mesmo tempo, produzir claridade e escuridão.
Não pode, ao mesmo tempo, estar quente e fria. Se eu sou
luz, é necessário que eu brilhe, que ilumine, que acabe com
as trevas que estão ao meu redor. Foi para isso que o Senhor
me escolheu e separou e não quero, de maneira alguma,
decepcionar e entristecer o coração do meu Deus.

Você tem sido um cristão verdadeiro? Você tem rejeitado todo
tipo de falsidade? Você tem adorado ao Senhor em espírito e
em verdade?
domingo, 4 de março de 2012
Muito Mais Que Dez Centavos
"Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura
de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente"
(Salmos16:11).                                                                                                                                                                

Um homem foi com seu filho para a igreja.
Após o serviço religioso, o homem reclamou com seu filho
pelo fato da reunião ser muito longa. Seu pequeno filho
disse: "Papai, eu acho que foi muito bom. Afinal, você teve
que pagar apenas uma moeda de 10 centavos."

O que temos oferecido ao Senhor pelas incontáveis bênçãos
que nos tem dado? Temos mostrado gratidão, regozijo, um
louvor verdadeiro, ou, como o homem de nossa ilustração,
apenas murmuração?

Deus tem feito grandes coisas na vida daqueles que O tem no
coração. Muitos lares têm sido preenchidos com gozo e
alegria. Muitos perdidos têm sido achados e transformados.
Muitas lágrimas têm sido substituídas por sorriso e canto.
Muitos lugares tenebrosos agora se apresentam claros e
brilhantes. Muitas cenas de fracasso agora apresentam cantos
de espetaculares vitórias.

E nós, cristãos, temos reconhecido o quão maravilhoso é ter
Jesus conosco? Temos oferecido a Ele o nosso melhor? Ou
apenas 10 centavos de nosso tempo? Ou apenas 10 centavos de
nosso amor? Ou apenas 10 centavos de nosso louvor? Ou apenas
10 centavos de nosso tempo de oração? Ou apenas 10 centavos
de leitura de Sua Palavra?

O Senhor espera que o Seu povo compreenda o Seu amor, o Seu
sacrifício, o Seu desejo de que ninguém se perca e que todos
sejam salvos. O Senhor espera que estejamos no templo com o
coração aberto, com lábios gratos, com um coração jubiloso
pelo privilégio de sermos, em Cristo, filhos de Deus. O
Senhor espera que estejamos em Sua presença com grande
regozijo, e que entendamos que esse tempo é o melhor tempo
de nossas vidas.

O Senhor vale muito mais que 10 centavos! Para mim Ele vale
todo o meu coração... toda a minha vida!
sexta-feira, 2 de março de 2012
Quem Pode Entender?"Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos
hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do
Pai, ele testificará de mim"
(João 15:26).

"Benjamin West, o grande pintor, falando sobre as belas
cores utilizadas por Gilbert Stuart, outro pintor, seu
grande amigo, dizia aos alunos: "Não adianta roubar as cores
do Stuart; se você quiser pintar como ele, você deve roubar
seus olhos". Nós ficaremos frustrados se nos esforçarmos
para viver como Cristo viveu. Os registros de sua vida,
apesar de maravilhosos, não nos habilitarão a ser como Ele.
Nós precisamos ter Seu coração, Sua natureza. Só a Divindade
dentro de nós poderá reconhecer a Divindade fora. Sem o
Espírito santo, nós não podemos conhecê-lo como Deus."

Aqueles que não têm uma experiência viva e pessoal com o
Senhor não conseguem entender a beleza e a felicidade vivida
por um cristão. O Espírito Santo, que nos convence do
pecado, nos apresenta Jesus, nosso Salvador. Nós o
reconhecemos e O recebemos no coração. Ele faz em nós morada
e dirige nossos passos. Com Sua orientação, afastamo-nos do
mal e caminhamos pela senda do bem.

O mundo não conhece ao Senhor. O mundo mostra-se indiferente
a tudo que diz respeito a Ele. Ignora-O porque não tem o
Espírito de Deus. Não tem o Espírito porque se deixa enganar
por prazeres passageiros e que só trazem destruição. Por
isso vive correndo atrás de uma vida feliz. Corre e não
encontra, porque a verdadeira felicidade existe apenas em
Deus.

Quando nos desvencilhamos dos enganos mundanos; quando não
nos deixamos persuadir por falsas promessas de prazer;
quando reconhecemos que nada pode se comparar ao regozijo
que Cristo dá, nossa alma se enche de júbilo e passamos a
conhecer o que é a verdadeira felicidade.

Você deixa o Espírito Santo agir em você? Você pode entender
o que é ser um cristão?
quinta-feira, 1 de março de 2012
Para Que Todos O Conheçam

"Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento
do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura
completa de Cristo" (Efésios 4:13).

Um jovem rico, com formação universitária, escolheu viver de
maneira bem simples, cozinhando sua própria comida e morando
em um único quarto. Como resultado ele pôde doar dois
milhões de dólares para missões estrangeiras. Para explicar
sua decisão ele escreveu: "Alegremente eu fiz do chão a
minha cama, de um caixote a minha cadeira e uma outra caixa
a minha mesa. Tudo isso para que homens e mulheres não
perecessem por falta de conhecimento de Cristo".

Eu não estou sugerindo que todos os cristãos deviam
renunciar aos confortos normais da vida. Isso acontece
somente para os que são chamados por Deus para deixar tudo e
segui-lo.

A nossa reflexão não visa encorajar você a deixar tudo ou
dar dinheiro para missões.Queremos meditar no fato de
estarmos ou não preocupados com aqueles que não têm ainda
Jesus no coração. Qual é o nosso sentimento em relação a
isso? Estamos indiferentes aos que morrem sem a bênção da
vida abundante e eterna? Estamos alheios àqueles que, sem
esperanças, caminham sem direção e sem alegria? Estamos
única e exclusivamente pensando em nosso bem-estar, como se
isso fosse suficiente para nós, pouco importando se outros
são ou não felizes, se têm ou não salvação?

O maior conforto para o coração do verdadeiro filho de Deus
é saber que a Palavra de Deus está encontrando lugar na vida
de milhões em todo o mundo. E isso acontece quando eu e você
dedicamos uma parte de nossas vidas para proclamar o nome de
Jesus. Podemos fazê-lo com nosso próprio trabalho, com
nossas orações, com algum tipo de doação. O que não devemos
fazer é ignorar o fato de que, a cada momento, muitos morrem
sem o conhecimento de Jesus Cristo, sem saber que, ao
recebê-Lo, receberão o direito de viver, para sempre, nas
moradas celestiais que o Senhor preparou.

O que mais lhe conforta? Saber que você tem tudo com
abundância ou que Deus está alcançando milhões de corações
em todo o mundo?